A CASA DE BELFORT NO BRASIL

JOHN WILSON DA COSTA   

Casa de Belfort, uma das mais antigas da Europa, pois remonta sua origem aos século XI, estabeleceu-se no Brasil em meados do século XVIII, na pessoa de Lancelot Belfort, conhecido no Maranhão por Lourenço Belfort.

Diversos historiadores e genealogistas têm escrito sobre a sua personalidade e descendência, mas, por tratarem em tais escritos de partes fragmentárias, e talvez, por isso, laboraram em diversos erros, facilmente demonstráveis.

MESTRE DE CAMPO LOURENÇO BELFORT

Aos cinco de Julho de 1708, nasceu em Dublin, capital da Irlanda, Lourenço Belfort, sendo batizado na Paróquia da Vila de St. Michans, no Arcebispado de Dublin, conforme se vê no documento  seguinte, (373) / existente na Torre do Tombo, Arquivo de Marinha e Ultramar, de Lisboa (Doc.avulsos do Maranhão, Ano de 1799):

“Ao muito illustre e Reverendíssimo Senhor Doutor Joam Rodrigo Covette, Acipreste da Igreja Cathedral do Maranhão, Comissário da Bulla da Cruzada Vigário Geral do Temporal e Spiritual, Juiz dos Cazamentos e Justificaçõens e Habelitaçõens de geração, e das Capellas e Riziduios no Bispado do Maranham, pelo Excelentíssimo e Reverendíssimo Senhor Dom Frey Antonio de Sam Jozé da Ordem de Santo Agostinho, Bispo do Mesmo Bispado, do Conselho de Sua Magestade Fidelíssima.Frey Thomaz de Burgo, da Ordem dos Pregadores, Mestre na Sagrada Theologia, Protonotario Apostólico por Graça de Deus e da Santa Sé Apostólica, Bispo de Osoria, Sofraganio do Illustrísssimo e Reverendíssimo Dom Ricardo Limeollo Arcebispo de Dublim, Primaz da Ibernia, deseja muita saúde ao sobre dito.

Receby as letras requisitórias de vossa Senhoria Reverendíssima a respeito da inquirição do Senhor LANCELLOTE BELFORT, e dos seos ascendentes, e sobre os quisitos della com toda a diligencia tomei tiodas as informações necessárias, e oportunas assim por testemunhas, como por notários públicos desta Província aonde reina a ejrezia, por cuja razão nãomandamos os actos originaes,. Pois se deve dar mais credito, os que das ditas inquiriçõens dissemos nos Dom´nios, e Estados Catholicos pela nossa fé, do que a tudo o que contem a letra, a inquirição que tomamos.Porem vos attestamos nós Arcebispo e Bispo sobredito, e vos damos sem duvida ffe de que pellos documentos autênticos, nos consta claramente.Primo; quue o referido Senhor Lancellote Belfort, que agora vive no Maranham, he filho legítimo do SenhorRicardo Belfort, e da Senhora Izabel Lowther ambos Catholicosm Romanos, os quais tivera este filho de leggítimo matrimonio que contrahirão, que foibaptizado naParochia da Cidade de Sam Micama do Arcebispado de Dublim em sinco de Julho de mil settecentos e oito. – Segundo, que o dito Ricardo nasceo em Castello Ricardo no Condado Midensi junto do Quilrã Castello eludial da família Belforts, pertencente a mesma. ha muitos secolos, e sua mulher Izabel Lowther nasceo em Onnisfrilenam Capital da Provoação do Condado de Ferinacanni, ambos baptizados solennemente.Terceiro, que referidos Pais do dito Lancellote morrerão no Grêmio da Santa Madre Igreja Catholica com todos os Sacramentos, e se sepultarão na Parochia de Santa Maria de Moleidard junto a Metropole de Dublim. – Quarto, que os Avos do dito Lancellote, Pais de Ricardo et setra, forão João, que nasceo no referido Castello Kilerânne, e sua nmulher a Senhora Catharina Barneval, filha do Senhor Patricio Barneval Cavaleiro Ilustre do ditto Condado Midensi, os quais todos forão christaons baptizados e catholicos Romanos.Quinto, que o sobredito Lancellote Belfort, tanto pela parte Paterna como Materna, he aparentado com os principaes do Reino Biscondes, et setra, Baroens et setra que se omittem por evitar prolixidade. – Sesto, que o Sobredito por seus Pais e Avos he Christão velho, Catholico Romano, sem raça de infecta nação Judaica, e para que se de inteira ffe as presentes letras, e a esta Attestação, como que fosse aos proprios documentos, que se juntão, de que esta se extrahe; se extrahe seo mesmo dos referidos documentos de minha própria mão a estrahy dellas, e seley com o meu sello, e asistencia do referido e Illustrissimo Arcebispo; dada em Kalibannia a outo de Dezembro de mil sete centos e sincoenta e nove.   Frey Thomaz da Ordem dos Pregadores, Bispo Osiriensse.”

Em data incerta, mas provavelmente ainda na sua primeira mocidade, foi para Portugal, tendo residido em Lisboa.Pouco tempo depois veiu estabelecer-se no Brasil, na Capitania do Maranhão, onde contraiu nupcias com Dona Izabel de Andrade filha do Capitão Guilherme Ewerton, havendo desse matrimonio três descendentes. (374) /

(Aguardar foto do castelo Kilrue)

  D.Izabel de Andrade, sua primeira esposa, faleceu na cidade de São Luiz do Maranhão, conforme se verifica do assentamento seguinte:

Certifico que revendo os livros findos de assentos de OBITOS da parochia da Sé Cathedral, no Livro 2, folhas 22, encontrei o seguinte: Em primeiro de Junho de mil setecentos e quarenta e dois faleceu com todos os Sacramentos IZABEL DE ANDRADE , mulher do Capitam Lourenço Belfort, deixando para testamenteiro seu marido, segundo Duarte Pereyra, terceiro Ignácio Camelo de Britto; enterrou-se no Carmo e levou todas as comunidades e capeloens da Sé e deixou quatro filhos, tres maxos e duas femeas aos quais deixou suas terças.E para constar fiz este assento que asssigno era ut supra.O Vice Vigário Henriques Francisco Delgado.Nada mais se continha no assento que fielmente copiei do original, eu Cônego José Maria Lemercier, Secretario do Arcebispado, Maranhão aos 10 de Junho de 1940.Cônego J.M. Lemercier, Secretario Geral e Chanceler do Arcebispado”.